saojosecorreiafas @ 20:54

Qua, 08/10/08

Susana

(São José Correia)


É psiquiatra e todas as personagens irão eventualmente procurar os seus serviços, o que a vai deixar bem informada sobre a vida de todos. Não é uma pessoa muito querida pela maioria, pois a verdade é algo que incomoda. Não é fácil fazer com que as pessoas enfrentem os seus demónios.


Também o filho de Antónia, Miguel, desconfiado de que a mãe estava a esconder algo de grave, procura Susana para tentar descobrir (Antónia foi sua paciente) alguma coisa que a mãe lhe possa ter dito que o ajude a desvendar a verdade.
Mas também Susana esconde os seus segredos e com a chegada do sobrinho, Daniel, a sua vida pode começar a deixar de ser misteriosa...

 

"Olhos nos Olhos" começou da melhor maneira e a São José Correia também, não podia estar melhor, com uma cena bastante emotiva, "Susana" foi ameaçada pelo amante na sua casa, sendo consecutivamente levada ao interior do aquário.

 

Imagem: www.tvi.pt




saojosecorreiafas @ 15:44

Seg, 29/09/08

Gala da Ficção Nacional que a TVI promoveu na noite da passada sexta-feira, em Lisboa, fica para a história: pela primeira vez, 200 actores portugueses juntaram-se sob o mesmo tecto para celebrarem em conjunto ao sucesso das nossas novelas e séries televisivas.

Convidados por José Eduardo Moniz, o homem que há dez anos começou a combater as novelas brasileiras da Globo (exclusivas da SIC) com produções "nade ih Portugal", actores e actrizes de todas as idades e estatutos vestiram-se a rigor, pisaram a passadeira vermelha e ofereceram uma noite de luxo e glamour a 1, 2 milhões de espectadores que seguiram em directo a emissão de cinco horas.

Dezenas de protagonistas das principais novelas que a TVI tem vindo a apresentar ao longo dos tempos foram sendo chamados ao palco pelos descontraídos apresentadores Júlia Pinheiro e Manuel Luís Goucha para receberem os seus prémios.

 

São José Correia foi uma das grandes actrizes que subiu ao palco do Centro Cultural de Belém para receber o seu prémio na 1ª Gala de Ficção Nacional ao lado do também grande actor Manuel Cavaco.

 

A actriz que prepara a sua personagem para a nova novela da TVI, "Olhos nos Olhos", com estreia marcada para breve, chegou deslumbrante à Gala e mostrou porque é considerada uma das mais sensuais e talentosas actrizes portuguesas.

 

Foi ainda elegia a novela de sempre, aquela que foi de todas a preferidas dos portugueses e venceu a novela "Ilha dos Amores" sendo proclamada como a melhor dos últimos dez anos, após votação dos telespectadores.

Fonte: www.fama.sapo.pt

 


Tags: , , ,


saojosecorreiafas @ 21:28

Qui, 18/09/08

Coimbra, cenário da Quinta das Lágrimas, dezenas de archotes, no seu anfiteatro ao ar livre, paixões arrebatadoras num olhar entre amantes, ele maestro de orquestra, ela psiquiatra. Assim começará a nova novela da TVI, Olhos nos Olhos.

 

A mulher perversa é São José Correia: "Farei cenas sensuais de uma forma séria, serei uma personagem complexa, com um lado sexual bastante activo, perversa, manipuladora. Pode ser um marco na minha carreira a nível de trabalho de TV". E quanto ao enredo? "Grande parte de nós não sabe qual foi o nosso passado e como será o nosso futuro, enquanto vida na novela", atribuindo este suspense à escrita criativa de Rui Vilhena.

 

Notícia: Diário de Notícias Online

São José Correia aparece loira neste seu novo projecto, uma novela e uma personagem certamente a não perder.


sinto-me: Curiosos
Tags: ,


saojosecorreiafas @ 21:57

Qui, 11/09/08

As mulheres costumam dizer que o sentido do humor num homem é essencial. E posto isto, assim por alto, quantas vezes é que um homem tem que te fazer rir até ser merecedor de, digamos, participar no “milagre de São José”?

Eu acho que o milagre não acontece, exactamente, só pelo humor. O humor faz parte mas não é tudo. Também me rio muito. ( SJC ri-se)

Ris-te com quê?

Com gestos falhados ( risos) com trocas que não se encaixam , com.. não posso, não posso ! ( SJC grita para o gravador)acho piada quando as coisas correm mal.

Estás a falar das vezes em que o homem fica sem, como direi, sem tesão, é isso?

Não, às vezes há até tesão a mais. O que não há, é inteligência emocional suficiente para controlar isso. Entendes?

Acho que sim. É quando um homem é precoce mesmo quando toma a iniciativa. Contigo, ainda é assim?

Por acaso não. Sou eu que tomo normalmente a iniciativa o que pode não ser muito bom, por não aceitarem muito bem isto: ou porque não sabem como reagir ou porque existe ainda subsiste um preconceito. Somos todos ainda muito machistas. Tanto homens como mulheres.

Já levaste uma tampa?

Já levei várias e não gostei nada.( risos)

Já tiveste uma paixão platónica?


Sim, ainda hoje tenho. É uma coisa completamente impossível, é um outro universo e ele sabe que me sinto extremamente atraída por ele. Agora, gostar dele? Vamos cá ver, eu ainda nem sequer o toquei, nunca o beijei, nunca fiz amor com ele, portanto não sei se gosto dele. Acho que tenho é essa predisposição para...

E no entanto, podia fazer contigo o que quisesse?

Sim. Depois de fazer tudo o que eu quero. E a seguir, se eu ficar satisfeita, podemos fazer o que ele quer.

O que é que não toleras num homem?

Insegurança. Pouca força. Pouca Energia. E nada de pêlos rapados, poupem-me. Para isso, temos as mulheres.

Qual a coisa mais invulgar que te tenham escrito no vidro do carro embaciado?

A mim, nada. Até porque não tenho carro. Nem carta. Mas ando a tirar, pela quarta vez. E porquê? Porque não vou às aulas e depois perco as licenças.

Quer isso dizer que nunca usaste o teu carro para fins menos ortodoxos, se é que me faço entender?

Sim, eu percebi. Mas a esse nível, eu sempre preferi a rua. A rua durante muito tempo na adolescência era a minha casa ( risos). E foram várias casas, várias ruas, sobretudo junto ao rio Tejo, que na altura, vivendo eu em Almada, estava muito mais perto de mim do que agora.

E nunca foste apanhada?

Já. Por pessoas que iam a passar nas tais ruas.

E o que fazias?

Parava. Deixava que elas passassem e depois continuava. Que mais podia fazer? Mas isso são coisas da adolescência porque depois crescemos e esse glamour da natureza passa.

Com o “Glamour” da natureza, há alguma história que possas revelar?

Uma vez estava com o meu namorado da altura, dentro de uma carrinha, algures na outra margem. E de repente, no meio do caminho encontramos uma estrada de terra, daqueles sitios sem ninguém, sabes? E nós dissemos “ olha que bom, é mesmo aqui!”. Só que - ainda hoje estou para entender como foi possível - no meio de todo aquele entusiasmo, sem que contássemos começamos a ouvir uns barulhos. E quando demos por nós, estávamos rodeados por um rebanho de ovelhas ( risos) com o pastor ao lado, de olhar muito intrigado

Que pena não terem filmado. Nunca filmas nada disto? Nunca nenhum namorado te pediu para filmarem?

Não, eu é que já pedi para fotografar. Para filmarem não. A não ser que fosse eu, a não ser que a câmara estivesse comigo, a não ser que a cassete fosse minha. Talvez porque não confie a 100% em ninguém.

Gostas mais de erotismo ou pornografia?

Os dois. Aliás, ainda hoje eu não consigo distinguir erotismo de pornografia. Prefiro pensar que é perfeitamente possível misturá-los e não sei bem quando é que acaba e começa cada um deles. Quando tens só o erotismo apetece-me sempre mais um bocadinho. E ás vezes, quando tenho pornografia, apetece-me um bocadinho menos.

Achas que a pornografia vai longe de mais?

Acho que é mais uma questão de mau gosto. Convenhamos, que a pornografia não tem grande estética e é mais por isso. Não tem nada a ver com ir mais longe, nem por ser demasiado atrevido ou explicito, é que às vezes, é mesmo feio.

E tu vês?

Vejo.

E já te masturbaste a vê-los?
Sim, acho que é comum. E depois, não consigo ver mais ( risos). Uma vez fui ver um desses filmes com o meu namorado num daqueles cinemas perto da rua do Coliseu. E, mesmo percebendo que o filme era muito mau e nos rirmos muito, achamos por bem só sair no fim, para não intimidar os outros que estavam na sala. Conclusão: Quando as luzes acenderam, nós éramos os únicos no cinema. Porque – sabemos agora – ninguém vê estes filmes até ao final.

Mas isso depende dos filmes que vês. Já viste, por exemplo, a super-porca?

( risos) Não. Nunca vi. Eu vejo é muitos filmes gay.

Verdade? O que é que te excita?

Excita-me dois corpos masculinos a contorcerem-se um no outro. Isso excita-me.

E dois corpos femininos?

Sim, também me entusiasma, mas não tanto.

Entusiasma-te até que ponto? Ao ponto de já teres experimentado?

Sim.

E qual é a diferença entre ires para a cama com um mulher ou com um homem?

O corpo feminino é demasiado macio.

Com um orgasmo, também é assim? É exactamente igual?

Não, de todo. São coisas e prazeres completamente diferentes.

Quando o orgasmo está próximo, costumas gritar “Ai, meu Deus” ou recorres a outra divindade, como, sei lá, São José?

Não, depende muito. Umas vezes grito, outras não. Mas nunca grito “ Ai meu Deus”. Sou agnóstica.

 

Entrevista e fotografia tiradas de: http://esperobemquenao.blogspot.com/2008/08/so-jos-correia-na-maxmen-parte-1.html


Tags: ,


saojosecorreiafas @ 10:55

Qui, 29/05/08

 

Sujeitaram alguns famosos ao polígrafo, vulgarmente chamado de "máquina da verdade" e a São foi uma das escolhidas.
Partilhamos convosco a reportagem:

São José Correia
Actriz, 33 anos


É extremamente ansiosa: durante o teste teve um ataque de riso

Discrição não é o seu forte. A actriz SJC entra para a sala do polígrafo a falar alto, com um ataque de riso e sai com gargalhadas. No final, corre em direcção á máquina, ansiosa por resultados. "Menti muito pelos risquinhos? Devo ter imensas variações (no polígrafo)". Tem algumas. Fica ansiosa na quinta questão, embora pareça sincera quando fala em sex appeal, que para si é sinónimo de dor de cabeça. Teme ir sozinha a uma festa porque não param de lhe dar números de telef; e comentários do género "devoradora de homens" (diz que a fama não corresponde à verdade). Por isso ri-se quando a SÁBADO questiona se a sensualidade é só fachada. "Não", hesita, "não é premeditado, tenho mesmo dificuldade em relação a isso". Ou seja, em controlar olhares ou poses sensuais involuntárias que já lhe valeram um reparo do falecido actor Filipe Ferrer. "Disse-me que as pessoas podiam levar a mal". Em casa, devora literatura erótica de Henry Miller e escreve contos ficcionais, mas são só para ela.

1 - Está desiludida com os homens, como em DMA?
Sim.

2 - O seu sex appeal é fachada?
Não.

3 - A sensualidade é um bom caminho para subir na carreira?
Não.

4 - Já cruzou as pernas como a Sharon Stone?
Não.

5 - Já mentiu para conseguir um papel?
Não. (a única resposta que o polígrafo assinalou como se a São estivesse a mentir)

6 - Já se envergonhou de alguma telenovela?
Sim.

7 - Admira o seu corpo?
Sim.

8 - Os piropos aumentam-lhe a auto-estima?
Sim.

9 - Os seus contos eróticos são auto-biográficos?
Não.

O polígrafo acusa:
"Já mentiu para conseguir um papel?" SJC diz que não, mas o detector levanta dúvidas. A respiração abdominal aumenta e mexe os músculos da face. "Se calhar menti, mas não me lembro de nenhuma situação", diz.

 

Fonte: Sónia. Fica o nosso agradecimento. Obrigado(a).


Tags: ,

A actriz que dispensa apresentações!
Contador de Visitas
Criar site
Criar site
Visitantes Online
online
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Pesquisar
 
Tags

todas as tags

KB-DDJ, sobre Dânia Neto, Diana Chaves e Joana Solnado
KB-DDJ Blog
subscrever feeds
blogs SAPO